Os benefícios da leitura na terceira idade (e 4 indicações de livros para ler)

Manter o cérebro ativo, estimular a memória, diminuir o estresse e conhecer algo novo. Todos esses benefícios são frutos da leitura, um ótimo aliado para que os idosos exercitem e melhorem sua atividade cerebral. O hábito de ler traz um enorme ganho na qualidade de vida de quem se encontra na terceira idade e nunca é tarde para adquiri-lo! 

Manter o cérebro ativo, estimular a memória, diminuir o estresse e conhecer algo novo. Todos esses benefícios são frutos da leitura, um ótimo aliado para que os idosos exercitem e melhorem sua atividade cerebral. O hábito de ler traz um enorme ganho na qualidade de vida de quem se encontra na terceira idade e nunca é tarde para adquiri-lo! 

Benefícios da leitura na terceira idade

A leitura traz inúmeras contribuições para os idosos. Uma delas é o de evitar – ou pelo menos retardar – o surgimento ou progressão de doenças neurológicas degenerativas. 

Livros também são ótimos companheiros. Um idoso que lê diariamente está menos suscetível ao isolamento e depressão, visto que o hábito de ler traz consigo um universo de novidades que estimulam a imaginação e desenvolvem a inteligência. 

O exercício diário da leitura melhora as sinapses entre os neurônios, beneficiando a memória imediata, tardia e de trabalho. Doenças sérias como o Alzheimer e tipos de demências são prevenidas pela prática, que além de divertir, ensinar e encantar, evita males e colabora positivamente com a qualidade de vida dos mais velhos. 

Os livros trazem novas histórias, conhecimentos, vocabulário e esclarecimentos. Portanto, estimular a leitura na terceira idade é muito importante para que o idoso permaneça com a mente ativa, criando conexões fundamentais para continuar com uma vida repleta de possibilidades. 

O hábito da leitura na terceira idade 

Nunca é tarde para adquirir o hábito de ler. Claro, é mais difícil para quem nunca fez da leitura uma prática diária, mas algumas dicas são valiosas para os idosos que querem tornar o ato de ler um exercício constante. 

O ideal é que se procure por livros, textos e notícias com assuntos que sejam de seu interesse. Forçar a leitura com temas cansativos e pouco interessantes pode desestimular e, definitivamente, este não é o caminho ideal. A esta altura da vida, ler deve ser algo prazeroso e não um martírio. 

Também é importante buscar por leituras que agreguem valor. Livros, revistas e até textos na internet podem divertir, emocionar e ao mesmo tempo conterem grandes ensinamentos e valores. Estimular o cérebro com mensagens positivas e que ensinem algo novo pode ser um grande diferencial para que o idoso tenha ainda mais prazer e alegria em viver. A literatura deve ser uma grande aliada para estas pessoas! 

Por fim, é muito importante ler todos os dias – fazer, de fato, da leitura um hábito. Começar com pequenas leituras e aumentar com o tempo é uma forma de se acostumar com elas. A medida que os dias passarem, ler se tornará uma prática extremamente natural para os idosos. Ma lembre-se: é muito importante gostar da leitura para que ela não se torne algo cansativo. 

4 livros para ler na terceira idade 

Separamos 4 dicas de livros para se ler na velhice. Confira! 

COMO TRANSFORMAR A TERCEIRA IDADE NA MELHOR IDADE

Esse livro traz uma abordagem médica especializada, mas também humana e acolhedora, sobre essa fase da vida, em que ainda há muitos frutos a serem colhidos. Mostra que é possível transformar, com atitudes conscientes, os anos vividos em riqueza, transparecendo a sutil diferença entre “um homem velho” e “um velho homem”: o primeiro padece de cansaço e medo da morte, mas o segundo vive com sabedoria à luz de sua história.

UMA LIÇÃO DE VIDA

Baseado em fatos reais, um queniano de 84 anos, determinado em conseguir uma vaga na escola primária para aprender a ler e escrever. Para se dedicar aos estudos, ele terá que se juntar a crianças de seis anos de idade e tem como grande aliada a professora para ajudá-lo nessa nova empreitada.

CONVERSAS E MEMÓRIAS — NARRATIVAS DO ENVELHECER

A sabedoria de vida e a riqueza das experiências reveladas nos relatos dos idosos do projeto Conversas e Memórias, que já inspiram tese acadêmica. Conversas e memórias: Narrativas do envelhecer é a oportunidade de juntar a teoria e prática terapêutica, literatura e dramaturgia. Todas elas faces de uma mesma proposta: a de promover a reflexão sobre o envelhecimento na sociedade de hoje. O rápido envelhecimento da população brasileira exige que a questão seja vista de forma sensata e competente. Este livro pretende estimular a criação de novos grupos de idosos que fujam do tripé “baile-bingo-bolinho” para promover o exercício da conversação, da narrativa oral, da troca de experiências, da ressignificação das histórias vividas.

PARA SEMPRE ALICE

Alice sempre foi uma mulher de certezas. Casada e mãe de três filhos já adultos, ela é professora titular em Harvard, uma especialista de renome mundial. Perto de completar 50 anos, Alice começa a esquecer. No início, coisas sem importância, como o lugar em que deixou o celular, até que, um dia, ela se perde a caminho de casa. Um diagnóstico de mal de Alzheimer inesperado altera para sempre sua vida e sua maneira de se relacionar com a própria família e o mundo. E, quando não há mais certezas possíveis, só o amor sabe o que é verdade. De alguma forma e apesar de tudo, Alice é para sempre.

Nossas unidades contam com um ambiente estimulante para a leitura. Também temos diversas atividades complementares para estimular os idosos que frequentam nossos espaços a estarem sempre em movimento, seja fisicamente ou intelectualmente! 

Quer saber outras 5 atividades para estimular a memória do idoso? Clique aqui! 

Related Posts

Leave a comment