fbpx

Acidentes domésticos: como evitar?

Atenção e cuidado são essenciais para prevenir acidentes domésticos, que vão desde pequenos machucados até fraturas, queimaduras ou algo mais mortal. Diante disso, o Altevita preparou algumas dicas importantes para adotar no dia a dia. Confira:

Acidentes em casa são mais comuns do que aparentam, principalmente com crianças e idosos. De acordo com dados do Sistema Único de Saúde (SUS), cerca de um terço das lesões traumáticas nos hospitais do país ocorrem com pessoas com mais de 60 anos. Ainda, dentro dessa estatística, 75% ocorrem dentro de casa. Para o idoso, isso representa um agravante, visto que a recuperação pode ser mais complicada e há riscos de desenvolver possíveis doenças decorrentes do acidente.

 

Diante disso, a atenção e cuidado são essenciais para prevenir esses acidentes domésticos, que vão desde pequenos machucados até fraturas, queimaduras ou algo mais mortal. Confira as dicas que produzimos sobre como evitá-los e se atente a cada passo citado:

1. Cuidado com pisos e escadas

Chão molhado está entre as principais causas de acidentes domésticos, por ser o causador de quedas e escorregões de muitas pessoas. Além de piso molhado, você também precisa se atentar ao piso quebrado ou com pedaços de taco soltos e à tapetes que não são antiderrapantes. No geral, a dica é: cuidado com o piso em que você anda.

 

No caso das escadas, corrimãos e faixas antiderrapantes são os melhores amigos do cuidado. Se você tem uma escada em sua casa, não deixe de considerá-los.

 

2. Atente-se às tomadas e fios

Tomadas são outro tópico de atenção quando falamos sobre acidentes domésticos. Se possível, aposte em proteção de tomadas e fique de olho nas extensões que abrigam vários aparelhos domésticos no mesmo local, pois isso pode sobrecarregar a tomada e ocasionar em curtos circuitos ou até mesmo incêndios.

 

Então, tome cuidado, principalmente se suas tomadas apresentarem algum tipo de ruído, o que representa um problema na fiação.

 

3. Ambientes com itens perigosos

A cozinha é um ambiente da casa que compõem diversos riscos: facas e utensílios pontiagudos, fogão, micro-ondas, entre outros. Verifique sempre se os botões do fogão estão fechados corretamente para evitar o vazamento de gás. Ainda, deixe o botijão de gás fora da cozinha e cozinhe com os cabos da panela voltados para dentro do fogão.

 

Já no banheiro, os secadores e lâminas devem ser guardados em um local seguro e as banheiras esvaziadas após o uso. Além disso, pisos antiderrapantes também são recomendados para evitar acidentes durante ou depois do banho.

 

O recomendado em apartamentos é deixar as janelas com redes e grades de proteção e, em quartos, o opte sempre por mesas e móveis com bordas arredondadas.

 

4. Itens metalizados no micro-ondas

Como mencionamos micro-ondas no tópico anterior, precisamos falar sobre os perigos em esquentarmos alguns itens dentro desse eletrodoméstico. Por ser um precursor potente de incêndios, jamais esquente nada com papel metalizado, mesmo que seja em detalhes da louça.  O metal conduz muita energia e, por isso, quando em contato com o calor do micro-ondas, pode causar grandes incêndios dentro da sua casa.

 

  1. Redobre os cuidados com álcool-gel

Diante da pandemia, o álcool-gel passou a ser um item de higiene recorrente no dia a dia, inclusive dentro de nossas próprias casas. Entretanto, é preciso se atentar aos riscos de queimaduras que pode ocorrer devido ao uso. Dependendo da consistência o álcool-gel pode demorar a se dissipar nas mãos, o que pode ocasionar em queimaduras caso você entre em contato com qualquer fonte de calor rapidamente.

 

Por isso, aguarde entre 15 a 20 minutos para esperar o álcool se dissipar e, nesse tempo, fique distante de ambientes como a cozinha. Lembre-se: o álcool é inflamável!


 

Fique atento a cada tópico tratado aqui e cuide-se! Seu bem-estar e o da sua família dependem de atitudes simples e práticas como essas.

Leave a comment