Os principais golpes aplicados em idosos

Algumas pessoas, infelizmente, se aproveitam da ingenuidade e vulnerabilidade de alguns idosos para aplicar golpes nesta parcela da população. Por isso, é importante ficar muito atento em algumas questões, principalmente em situações que envolvem dinheiro ou questões judiciais[...]

Algumas pessoas, infelizmente, se aproveitam da ingenuidade e vulnerabilidade de alguns idosos para aplicar golpes nesta parcela da população. Por isso, é importante ficar muito atento em algumas questões, principalmente em situações que envolvem dinheiro ou questões judiciais. Percebendo o aumento dos golpes contra os idosos, desde 2015 está em vigor que dobra punição para casos de estelionato contra idosos. Mas para isso, alguns cuidados são importantes para se prevenir desses golpes. Por isso, listamos os principais golpes aplicados a idosos, principalmente contra idosos aposentados:

  • Tentativa de fraude por telefone.

 Esse golpe é bem comum com pessoas de qualquer faixa etária. Por telefone, uma pessoa comunica uma compra de valor elevado no cartão da pessoa, ou qualquer outra informação equivocada. Ao tentar confirmar dados como nome, endereço, número de conta e de cartão, coleta as informações pessoais. Por isso, é orientado que não se passe nenhuma informação pessoal por telefone, e caso possível,  que se dirija direto a uma agência bancária.

  • Ajuda no caixa eletrônico.

 É comum alguns idosos não dominarem a tecnologia e por isso surgem dificuldades em fazer alguns procedimentos em caixas eletrônicos. Dessa forma, golpistas se aproximam oferecendo ajuda e muitas vezes informando que são funcionários do Banco em questão. Nunca se deve aceitar ajuda de estranhos. E caso surja alguma dificuldade, procurar algum funcionário credenciado dentro da própria agência. 

  • Troca de cartões.

 O golpe do cartão eletrônico começa com um dispositivo instalado no caixa eletrônico para travar o cartão do idoso. Antes de a vítima se aproximar do terminal, os golpistas colam um falso adesivo com um número de emergência para os usuários. Esse número pertence a outro falsário, que se passa por funcionário do banco e pede ao idoso várias informações, inclusive senha bancária. O recomendado é que se procure um funcionário da própria agência na hora ou que até deixe o cartão na máquina e faça o bloqueio no aplicativo.

  • Recadastramento bancário

A vítima recebe uma ligação do fraudador, que se diz representante do banco e induz o cliente a fazer o recadastramento bancário, digitando os números da agência, conta e senha. Com equipamentos capazes de identificar os sinais sonoros dos números digitados, os golpistas conseguem ter acesso a essas informações.

  • SMS com links.

Esse golpe está se tornando muito comum. Golpistas enviam mensagens como se fosse uma mensagem do seu Banco ou operadora do celular, avisando de algum problema e informam um link para clicar. Esses links muitas vezes “hackeiam” o seu celular e conseguem acesso a tudo o que está armazenado nele. Por isso, nunca cliquem em links enviados por SMS. Qualquer suspeita, entre em contato com seu gerente.

Esses são alguns, dos mais comuns golpes aplicados em idosos (mas que também podem ser aplicados em pessoas de qualquer faixa etária). Por isso, é muito importante ter bastante atenção a quem se confia suas informações pessoais. Toda atenção é pouca. Principalmente por telefone.

Leave a comment